Os namorados ficam bobos nas trilhas sonoras do coração.

Música

Como é bom “bobar”, namorar e amar.

A gente fica leve, tranquilo, fala que nem criança quando esta amando, namorando, e sempre uma música nos faz lembrar o nosso amor. Assim apaixonado a gente dá risada sozinho, conversa com a alma que se renova e consegue decidir a vida sem muita complicação. Quem nos vê, mesmo de longe, percebe a nossa alegria. Os que se achegam, chegam a dizer: “Como você está jovem, é botox?” – Não, não é botox não, é amorox (em alusão a expressão “amor roxo”).

A verdade é que o transbordar de amor no coração rejuvenesce tudo na gente. Todo dia é dia dos namorados. É o amor tão bem cantado que chegou para acalmar as ansiedades doando a segurança pra ser e estar feliz. Serenamos. Até “o mar serenou quando ela pisou na areia”, cantou a Clara Nunes!

Assim os maiores sucessos musicais fazem a trilha sonora de nossas novelas pessoais: “Das lembranças que eu trago na vida, você é a saudade que eu gosto de ter… Só assim! Sinto você bem perto de mim… Outra vez….”, disse o rei Roberto Carlos.

Waldik Soriano disparou: “Você Jamais saberá, querida, a falta que você faz em mim, meu coração, se nega a pensar em outro alguém, ele não quer que eu seja de mais ninguém, até o fim dos meus dias eu vou ter sempre você comigo. Não adianta eu querer mentir e por onde eu andar você vai estar nas noites eu vou lhe sonhar… Eu vou ter sempre você em mim”.

Vander Lee não economiza poesias delicadas no seu sambinha mineiro e maneiro na “Aquela Estrela: Aquele jeito que você me olhou, varreu meu pensamento, todas as coisas saíram do chão, eu me esqueci de tudo. Antes que eu me desse conta já era seu meu querer.”

O Peninha em “Um milhão de Fantasias” pede pra ser saboreado: “De um modo lindo vou domando o meu destino. De cara nova vou tentado me encontrar. E com você eu topo todas, eu nem ligo. E de você eu não quero mais desgrudar. Não temos tempo de sentir medo da vida. A sua força me dá força pra ganhar. Você é minha liberdade eu te preciso. Foi uma sorte muito grande te encontrar.” Um pouco possessivo, bem da verdade…

Fábio Junior vai fundo: “O que eu puder, eu vou fazer pra não te machucar. Mas a verdade eu vou dizer, melhor acreditar. Eu já morri, já renasci no amor. Mas nunca fui pra alguém o que hoje eu sou. E se mudar. É claro eu vou mudar, faz parte do caminho. Mas cada fruto que eu colher, trarei pro nosso ninho. Não sou tão bom, nem tão ruim, não sou. Mas nunca fui pra alguém o que hoje eu sou. Transparente, desajeitado, de todo jeito me ajeitando do teu lado. Pra me esconder, ou me espalhar, com todo cuidado. Eu nunca estive tão apaixonado…”

E a gente vai “bobando”, amando e celebrando a vida com o amor de presente e todo dia é dia dos namorados. Estar apaixonado é muito bom, amar melhor ainda. Ser correspondido nesse amor, uma bênção. A distância geográfica inexiste quando dois corações se unem pela energia do amor. Estar junto nem sempre é dividir o mesmo espaço físico do apartamento. Estar junto é “lembrar sem querer-querendo” que em algum lugar do presente existe alguém pensando na gente também e que a gente lembra pela trilha sonora do coração.

Só assim sonhamos a cores quando encostamos a cabeça no travesseiro e começamos a lembrar sem sentir vontade de chorar. Porque a saudade é um substantivo abstrato e o amor quando correspondido, um “substantivo bem concreto” – pra quem sabe amar sem ofuscar, pra quem sabe simplesmente compartilhar e cativar. E não tenham medo de ser feliz: amem-se uns aos outros, disse Jesus. Diga amém pra ver chegar um grande amor. Mas na hora do ralo e rola, use a camisinha pra viver despreocupado com o seu amor.

Esse post vai para os corações apaixonados de todos os namorados e namoradas – as músicas citadas criam imagens de alegria. O amor na mente da gente faz bem. Espero que gostando das letras, pesquisem no Youtube os vídeos correspondentes desses grandes poetas musicais aqui citados. E curtam bastante o seu amor, de perto ou de longe, o que vale a pena é ser feliz! E todo dia é dia dos namorados.

Fonte: Google, Bing, Blog da MPB Decantada.

Related Articles

2 Comments

  1. Janda 2009/03/07 at 04:42

    100 % autobiográfico ou eu “bobei” legal? rs
    Ótimo, bem escrito e atual sempre!
    Bjk

  2. Luisa Núbia 2009/03/13 at 11:31

    Tem coisa melhor q bobar p/amor? Ainda hj eu bobo e me sinto muito feliz!!! bjsss

Leave a comment

Back to Top